Cascas sem frutos

Sucessivas vitórias humanas são devidas à aparência. A vida terrestre em multiformes arraiais de atividade, permite o êxito de superfície sem substância. Veste sem o ser. Casca sem fruto. Título sem conteúdo. Ilusão sem realidade.

Daí nascem mil contradições entre o íntimo e o exterior dos homens, forjando embaraços, remorsos, recalques para os obreiros de todas as profissões.

Tais desequilíbrios provocam, sobretudo, a desencarnação extemporânea de muita gente instalada no fastígio social, através de distúrbios emocionais e desastres circulatórios.

Numerosas vítimas desses conflitos, na condição de espíritos livres ainda experimentam os seus resultados, porque na existência espiritual não se permite fraudar o próprio existir.

O plano da verdade, não comporta lugar ou tempo para escapatórias. E legiões de consciências vibram num saudosismo martirizante fora do corpo, investindo inutilmente contra a realidade que as envolve. Sem energia para se renovarem, enfrentam condições adversas, fixam-se em lembranças injustificáveis e padecem.

Na viagem terrena não foram sinceras com os outros. Na Espiritualidade Maior, já que não conseguem torcer os fios da verdade em sucedâneos de passadas quimeras, intentam permanecer insinceras consigo mesmas e arranjam novas contradições mais exasperantes e que prejudicam em primeiro lugar a elas mesmas.

Esses fenômenos provocam o aparecimento de multidões de almas libertas do corpo carnal, surpreendentemente aguilhoadas a sensações dos órgãos físicos. Num paradoxo estranho mentalizam paisagens fictícias, ilhas artificiais de enganosa concepção, buscando estar à parte do Universo.

Espíritos amotinados em lutas inglórias, combatem os mecanismos inamovíveis das leis naturais. Anseiam sepultar a verdade além da morte por todos os meios, e por fim, exploram emocionalmente encarnados suscetíveis e desencarnados perturbados, em sintonia com eles, comunicando os dislates de que se fazem portadores.

Não podemos fechar ouvidos a essa ocorrência gritante. Nem calar fugindo ao toque dessa calamidade. Semelhantes quadros do Universo devem fazer refletir.

O impacto da morte na Terra surge mais real que qualquer êxito de superfície. Causa alguma do que é externo na esfera humana, foi estabelecida para durar sempre.

Veja em você mesmo a substância de que se compõe o destino. Se o aprendizado terrestre às vezes solicita o encobrimento construtivo disso ou daquilo, jamais deixa passar sem consequências o excesso que o simples bom senso repele.

O potencial de bondade em nós é sempre profundo: ninguém carrega nulidade total. Mas a experiência carnal tem o valor de seus frutos.

Acalme-se. Alegre-se. Crie fraternidade, confiando nas leis existentes, mas sem exagerar pela fantasia as circunstâncias que lhe fundamentam a vida.

Kelvin Van Dine

(Mensagem do livro Técnica de Viver, psicografado pelo médium Waldo Vieira).

 

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário